Na minha opinião é um livro para adolescentes e não crianças
Na minha opinião é um livro para adolescentes e não crianças

Um dos primeiros livros que tenho consciência de ter lido na minha infância, e por isso o considero como o primeiro foi Meu pé de Laranja Lima, de José Mauro de Vasconcelos.  O livro foi publicado pela primeira vez em 1968, e posteriormente teve versões para a televisão, cinema e até mesmo uma versão em quadrinhos na Coréia do Sul. Esse romance conta a história de um menino de 5 anos, chamado Zezé que pertencia a uma família extremamente pobre e numerosa do interior do Brasil.

Mesmo com todas as dificuldades Zezé era aventureiro e gostava sempre de aprender coisas novas com quem quisesse lhe ensinar e da forma como a vida lhe mostrava. Sua mãe trabalhava em alguma fábrica, enquanto seu pai era desempregado e na maior parte das vezes aparecia bêbado em casa, suas irmãs mais velhas tomavam conta dos menores e da mesma forma Zezé cuidava de seu irmão menor. Quando a família se muda para uma outra casa, onde existe um pé de laranja lima – daí o nome do livro – Zezé passa a conversar com essa árvore lhe contando suas aventuras e com isso o garoto cria um carinho, uma afeição pelo pé de laranja até que um dia ele descobre que por algum motivo a árvore consegue falar. Os dois passam a ser confidentes e amigos, e é por essa amizade que Zezé tem o carinho que não recebe da família.

É um livro muito bonito e acima de tudo triste, mesmo eu não lembrando de toda a história, a tristeza do personagem por não ter o carinho da família nem ter a presença da mãe por perto por estar sempre trabalhando na fábrica ou cansada para dar atenção é muito triste. Além disso ele apanha dos irmãos e do pai alcoólatra, sua vida não é nada fácil ainda mais por ser uma criança de apenas 5 anos, e um dos únicos momentos de felicidade é quando ele está junto do pé de laranja lima.

Quando eu ganhei essa história, era o meu aniversário de 8 anos e esse era o maior livro que eu já tinha lido. Mesmo, já com essa idade amando ler, quando eu abri o embrulho que meu pai me deu eu fiquei ligeiramente desapontada, como uma criança eu queria era um belo brinquedo, mas não foi isso que eu ganhei. Me lembro de toda a situação relacionada com esse livro. No decorrer da narrativa eu ficava cada vez mais assustada, uma hora eu lia que Zezé tinha sido espancado pelo pai, outra ele havia sido humilhado pela irmã ou então se cortou em um vidro a beira de uma estrada e estava sangrando terrivelmente. Eu não conseguia entender como aquele livro podia ser para criança, e fiquei chateada com meu pai por ter me dado ele. Em um certo momento, achava que tinha chegado ao meu limite – para uma criança – e parei o livro, tinha decidido que não queria mais o ler e assim e fiz por um certo tempo. Por algum motivo que não lembro, talvez por insistência e querendo dar uma segunda chance recomecei a leitura. Mesmo ainda chocada eu me sentia mais receptiva ao livro e aos sofrimentos daquele garoto, mas acima de tudo determinada a não parar de novo.

Foi com Meu pé de Laranja Lima que eu li – secretamente repeti – um palavrão e esse fato hoje engraçado foi uma das causas da minha primeira desistência com o livro. Mas agora depois de tanto tempo a vontade de reler esse livro é muito grande, e quem sabe eu não o faça realmente; o que mais importância pessoal a esse romance é por ele ter marcado a minha infância de uma forma que eu – mesmo depois de pouco mais de uma década – consigo lembrar de todo o contexto e sentimento ao lê-lo.

Por esse motivo tenho um carinho especial por esse livro que em grande parte me apresentou a uma das minhas maiores paixões, a leitura. Dessa forma, muito obrigado pai pelo presente e acima de tudo, obrigado José Mauro de Vasconcelos por me apresentar um mundo cruel mais ainda assim bonito e especial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s